Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Inflação do bolso de 2016 será de 30% ao ano!

Crédito da imagem: Blogdosaposentados

Os leitores me pedem que eu opine sobre situação da renda dos brasileiros para o próximo ano. Eu já disse que não tenho bola de cristal para saber o que acontecerá com o futuro do País. No entanto, posso fazer uma avaliação aproximada do que poderá ocorrer com a renda do brasileiro em geral nos próximos 12 meses, se a presidente Dilma não cair.

A economia brasileira não anda bem. O governo federal, em especial, não consegue equilibrar o Balanço das contas, sem as pedaladas fiscais. A previsão inicial de "superávit primário" de R$ 65 bilhões, fala-se em "déficit primário" de mais de R$ 50 bilhões. Em tese, se não fossem títulos da dívida do Tesouro, o governo federal teria que emitir papel moeda para cobrir o "rombo". Seja título ou papel moeda, a cobertura do "rombo" será um dos focos da inflação nos próximos 12 meses.

A taxa básica de juros dos títulos da dívida interna do governo federal, Selic, está em 14,25%, muito acima da inflação corrente. Ao contrário do que afirmam os formuladores da economia, do governo e de muitos analistas econômicos, de que a alta da taxa Selic "segura" inflação, é exatamente o contrário. Os juros reais pagos pelo governo federal "realimenta" a inflação. Na minha opinião, ao praticar a taxa Selic acima da inflação é como botar gasolina na fogueira da inflação. 

A inflação que já alcança dois dígitos (acima de 10%), realimenta a inflação. A inflação vira inercial. É como andar de carro. Depois de veículo em movimento, perdemos a noção da velocidade. Isto se chama velocidade inercial. Acostumamos com ela. O passageiro só apercebe da velocidade, quando imprime velocidade maior do que anterior. Com a inflação é a mesma coisa. Depois que acostuma, incorpora-se no cotidiano da pessoa. Só apercebemos que há alta quando a inflação futura for maior do que a presente. 

Não há em vista medida de contração da base monetária por parte do Banco Central. Pelo contrário, o governo federal ampliou o limite do crédito consignado de 30% para 35% da renda. É mais gasolina na fogueira. O governo federal acabou de anunciar a ampliação do limite de financiamento para aquisição de casa própria. Isto é expansão da base monetária. É o governo irresponsável botando gasolina na fogueira da inflação.

Resumindo, com a continuidade do governo Dilma, esta situação não vai mudar. Joaquim Levy é muito pequeno, apesar de porte físico grande, para formular política econômica de longo prazo, com previsão de desenvolvimento sustentável. Não esqueçamos que Joaquim Levy é banqueiro. Levy pratica política econômica que privilegia apenas o setor bancário. Os banqueiros estão lucrando como nunca, com esta situação. É o lobo cuidando do galinheiro!

O que quero chamar atenção dos leitores é sobre a diferença entre a inflação oficial, IPCA, é a inflação do bolso. O IBGE aponta inflação oficial próximo de 10% ao ano, mas a inflação do bolso do consumidor representa cerca de 30% ao ano (o dado não é científico). A prevalecer atual governo que vem praticando política econômica equivocada, conforme comentamos acima, a inflação do bolso para o próximo ano, 2016, deverá ser de de 30% ao ano, sobre os preços já exorbitantes dos produtos e serviços de consumo.

Para quem está reclamando que a inflação comeu parte da renda neste ano, pode se preparar para o ano que vem. A inflação do ano que vem, vai comer mais um tanto igual ou superior ao deste ano. Grosso modo, podemos dizer que a inflação do bolso de 2015 e a de 2016, somados, vão comer mais de metade da renda, comparado com aquela de 2014. 

Este quadro só vai mudar se houver a queda da Dilma e Temer. Infelizmente, o vice Michel Temer, não tem força política para implementar uma política econômica correta para a situação. Se houver o impeachment da Dilma e do Temer, tudo que foi dito por mim sobre o ano de 2016, fica invalidado. O quadro deve mudar para o melhor, qualquer que seja o novo governo. Pior que o governo Dilma não vai ser. 

Por enquanto, vamos apertando o cinto e se preparando para o pior no ano que vem. A prudência recomenda.

Ossami Sakamori













22 comentários:

  1. Espero, sinceramente que sua previsão esteja errada. Mas, que dilma caia, que o PT acabe, e que o Temer surpreenda. Que o povo aprenda.

    ResponderExcluir
  2. Um engenheiro naval pode ser banqueiro ou bancário, mas jamais podia ser ministro da Fazenda de uma Nação tão grande e complexa como o Brasil.

    ResponderExcluir
  3. O PC do B, aldo rebelo e a terrorista dilma. mostram quem de dato manda no Brasil. E os outros militares estão se cagando nas calças cheios de medo. Nem ajudam o seu colega. Grandes covardes! E é esta merda que vai libertar o Brasil do comunismo? Ora, ora, balelas..

    "Defesa exonera comandante que atacou Dilma e políticos

    O general Antônio Mourão foi exonerado do Comando Militar do Sul pelo Ministério da Defesa. Ele foi transferido para ocupar um cargo na Secretaria de Finanças do Exército, um cargo visto como meramente burocrático, em Brasília. A razão para a transferência de Mourão estaria nas críticas que o general teria feito à presidente Dilma Rousseff, além do fato de uma homenagem ao coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, apontado como torturador durante o Regime Militar, ter acontecido em um quartel sob sua responsabilidade.

    As críticas de Mourão á presidente Dilma foram feitas no dia 17 de setembro. Ao participar de uma palestra em Porto Alegre, o general afirmou que "a maioria dos políticos de hoje parecem privados de atributos intelectuais próprios e de ideologias, enquanto dominam a técnica de apresentar grandes ilusões".

    Em seguida, ao discorrer sobre as possibilidades do impeachment da presidente serem concretizadas, o general disse que "a mera substituição da PR [presidente da República] não trará mudança significativa no 'status quo'" e que "a vantagem da mudança seria o descarte da incompetência, má gestão e corrupção".

    Um outro desgaste que contribuiu para a queda do militar foi a homenagem póstuma feita por um outro general sob o seu comando ao coronel Brilhante Ustra, na última segunda-feira (26). Ustra foi o responsável por comandar o DOI-Codi, um dos principais centros de detenção e tortura de presos políticos durante a ditadura militar. Ele faleceu no último dia 15 de outubro. A cerimônia foi feita no quartel da 3ª Divisão do Exército, em Santa Maria (RS), terra natal de Ustra.

    O ministro da Defesa, Aldo Rebelo teria informado a presidente Dilma sobre a mudança. Aldo teria dito que o general teria perdido a condição de comando com os acontecimentos."

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/203132/Defesa-exonera-comandante-que-atacou-Dilma-e-pol%C3%ADticos.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falar aqui nos comentários é fácil. Os que falam mal das Forças Armadas deveriam ir lá defronte ao Congresso Nacional com cartazes pedindo a ação das Força Armadas e ver o que acontece. Dias atrás um grupo de manifestantes expulsou outro grupo que defendia Intervenção Constitucional, então querem o quê? Que as Forças Armadas deem um Golpe de Estado? Terão o apoio de quem? A Constituição é clara. As Forças Armadas só agirão por solicitação expressa da Presidente(Executivo), Judiciário ou o Legislativo. Fora disso é romper com a constituição. Se houver um caos social aí, sim, as Forças Armadas agem para restabelecer a ordem. então porque os civis não promovem o caos social para as forças Armadas agirem? O Gal Villas Boas deu a dica mas cadê a coragem dos brasileiros? Agora, será que os civis não aprendem nunca? As forças Armadas expulsaram esses comunistas na década de 30 e 60. Em 1985 entregou o comando do Brasil aos civis e agora de novo?. O Cel Ustra morreu sendo acusado de torturador e todos aplaudem. Hoje em dia se Lula aparecer sozinho na rua pode até ser agredido pela população e isso não seria errado? Pois é, mas as Forças Armadas são culpadas de tudo de ruim, então querem o quê? Qual seria o General que ajudaria hoje o Brasil para amanhã ser processado e não ter o apoio dos brasileiros, como o cel Ustra? Finalizando: O brasileiro torce que apareça um herói para livrar o Brasil e enquanto ele fica na moita olhando. Depois finge que nem conhece o herói.

      Excluir
    2. Onde está o apoio incondicional dos generais de 3 e 4 estrelas ao general Antônio Mourão? Ou a covardia manda mais? Claro que manda!
      O Coronel Ustra só foi acusado pelos comunistas e petistas. Sua morte foi aplaudida só por filhos da puta. Portanto não tem o direito de dizer que "...e todos aplaudem."
      Sou anti-esquerdista primário sem ser nazi. E você? É só anti-esquerdista?

      Excluir
    3. O dinheiro (roubado do povo) corrompe esses pseudo-patriotas.Uma comandante-em-chefe terrorista e comunista,que precisa de um mentor (conhecidamente patife),nomeia e demite que m quer,passa por cima da Constituição,faz o que quer e quando quer,precisa de manifestações populares,como tantas já feitas e quem deveria nos defender nada viu,nada fez e nada fará.Duvido que esses melancias se mexam,pois eles nunca defenderão o Brasil e sim os amaldiçoados que tomaram o Brasil de assalto.Nem armas,temos para nos defender e derrubas essa corja...

      Excluir
  4. Efetivamente,somos uma republiqueta tipo Venezuela,onde os comunistas fazem o que querem e não temos alternativa(povo),senão ajuda externa de co-alisão internacional,mesmo que percamos a Amazônia para eles.Melhor perder os anéis para países estrangeiros que as mãos para os traidores da pátria,nascidos aqui.Cambada de FDP.

    ResponderExcluir
  5. Eu, também sou militar das forças Armadas. Sou anti petista e assim como eu tem muitos colegas frustrados com essa situação, mas é como eu escrevi. Os Generais não podem simplesmente invadir Brasília e tomar o Congresso pois isso seria um Golpe Militar e não teríamos apoio de nenhuma Nação amiga. O que fazer? As forças Armadas só agirão se houver um caos social. Esse caos não significa os militares saírem às ruas mas sim, os civis. Então que os civis se mobilizem e parem o Brasil. Se prestar atenção verás que a imprensa, políticos, igreja,.....Ninguém quer as Forças Armadas nas ruas. Até aqui nesse blog se for contar, apenas alguns se manifestam à favor e assim mesmo se apresentam como anônimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Peço perdão ao Sakamori pelo comentário fora do texto mas quero que saibam que eu NÃO apoio os militares governando o Brasil. A função deles é outra. É a defesa da Pátria tanto externa como interna. No caso atual, temos que achar uma solução menos traumática, sem derramamento de sangue. A Democracia é isso. Somos livres para escolher nossos governantes porém se escolhermos errado, pagaremos o preço. Agora é trabalhar para arrumar nosso País. Creio que os civis e nós militares da reserva traremos nosso Brasil de volta, se Deus quiser.

      Excluir
    2. Se os militares são incapazes de defender um dos seus melhores generais não melancia, quanto mais o Brasil.
      Aliás, eles são necessérios para fechar o Congresso, o senado, prender militares traidores, todo o governo, todos políticos, todos petistas, comunistas, bolivarianos e quem não oa apoia, depois de fazerem a limpeza e colocarem de Ordem no Brasil, então voltam para os quarteis,
      Os ciivis não conseguem fazer porra alguma pois além de não possuirem armas de guerrra, não têm o principal: logistica.
      Só isso.
      Somos livres para escolher nossos governantes? Uma ova!! Com essas urnas??

      Excluir
    3. Só mesmo um comunista defende com unhas e dentes a não intervenção dos Generais no governo petista.

      Excluir
    4. O General Mourao, General de quatro estrelas, General de Exercito , gaucho, inteligente e articulado, quando esteve no programa Pampa Debates, do jornalista Paulo Sergio Pinto, demonstrou porque eh considerado lider no Exercito.Respondeu com inteligencia e bom humor a todas as perguntas feitas e o programa foi um sucesso de audiencia.Foram enviadas mais de 400 perguntas pelos telespectadores o que demonstrou o interesse pelas inteligentes respostas de Mourao. Com sua exoneracao perde o Exercito, perde o Comando Militar do Sul e perdemos nos, gauchos. Mas, perde mais o Governo com sua infeliz decisao de exonerar o General Mourao

      Excluir
  6. O Proprio Governo produz o caos.... aumenta suas dividas com política equivocada gerando bola de neve que disipa os efeitos.

    ResponderExcluir
  7. O Proprio Governo produz o caos.... aumenta suas dividas com política equivocada gerando bola de neve que disipa os efeitos.

    ResponderExcluir
  8. Como sempre o Brasil é um País atrás das moitas. Se agem é porque agem, se ñ fazem é porque merecem todos os adjetivos que vcs usam. Ñão sāo as palavras que vāo derrubar os comunistas, sāo mesmo as ações populares., conscientes e planejadas. Ñ podemos abaixar a cabeça escutanto lenga-lenga do Governo que tira nosso dinheiro, aumemta nosso juro, mas continua gastando horrivelmente . FAÇA O QUE EU MANDO,,MAS AQUI QUEM GASTA SOU EU. NÃO tenho mais como dizer, como uma Presidente que se propõe a ir em uma cidade (Três Lagoas ) para inaugurar alguma coisa referente a uma fábrica, movimenta todo um aparato, manda até desocupar leito de UTI causando morte, obriga médico a ficar a sua disposição, e depois manda um ministro em seu lugar comunicando que sua mãe adoeceu. Todos tem o direito de ficar doente, mas cobrar da população aquilo que ñ se faz é vergonhoso. Essa senhora soube que ia enfrentar manifestações e correu....mas e os MILHÕES que gastou para se mostrar ? Quem paga ? E o leito desocupado da UTI ? E a cidade com o serviço parado e as ruas interditadas ? Chega brasileiros, vamos sair de trás do toco ,porque 30% de inflação é coisa de bandido no poder.EU GASTO E VC PAGA.

    ResponderExcluir
  9. Como sempre o Brasil é um País atrás das moitas. Se agem é porque agem, se ñ fazem é porque merecem todos os adjetivos que vcs usam. Ñão sāo as palavras que vāo derrubar os comunistas, sāo mesmo as ações populares., conscientes e planejadas. Ñ podemos abaixar a cabeça escutanto lenga-lenga do Governo que tira nosso dinheiro, aumemta nosso juro, mas continua gastando horrivelmente . FAÇA O QUE EU MANDO,,MAS AQUI QUEM GASTA SOU EU. NÃO tenho mais como dizer, como uma Presidente que se propõe a ir em uma cidade (Três Lagoas ) para inaugurar alguma coisa referente a uma fábrica, movimenta todo um aparato, manda até desocupar leito de UTI causando morte, obriga médico a ficar a sua disposição, e depois manda um ministro em seu lugar comunicando que sua mãe adoeceu. Todos tem o direito de ficar doente, mas cobrar da população aquilo que ñ se faz é vergonhoso. Essa senhora soube que ia enfrentar manifestações e correu....mas e os MILHÕES que gastou para se mostrar ? Quem paga ? E o leito desocupado da UTI ? E a cidade com o serviço parado e as ruas interditadas ? Chega brasileiros, vamos sair de trás do toco ,porque 30% de inflação é coisa de bandido no poder.EU GASTO E VC PAGA.

    ResponderExcluir
  10. O sistema que está mandando no Brasil (e não governando) é planejado e blindado.Sabem de tudo e não fazem outra coisa senão o que querem e como querem,na certeza de que nada,nem ninguém fará coisa alguma para mudar.Algo foi feito diferente,até o momento?Os militares,sem comentar muito,a OAB,as igrejas e outras partes importantes da sociedade nada fazem.Os bagres ensaboados colocam outros bagres em posições-chave para aliviar os ladrões sobejamente conhecidos.Somos um país de zumbis.

    ResponderExcluir
  11. O Sistema,que adota a tática comunista do morde e assopra,elimina qualquer esboço de ação,via passeatas que,para eles,têm o sentido de carnaval,o que é típico do povo brasileiro.Com tanto roubo e desmando ocorrido e,sobejamente conhecido do exército de Caxias e que nada faz,submetendo-se à ordens de uma guerrilheira,vamos esperar o que?Derramamento de sangue inocente (quiçá promovido pelos comunistas travestidos de exército nacional).Vão é atirar no povo.Se assim não fosse,por que tanta mordaça,tanto segredo de estado,de um estadozinho tipo republiqueta,sem identidade e mico internacional.

    ResponderExcluir
  12. Inflação no DF chega a ser o triplo da média nacional
    Em Brasília, preços de mercadorias e serviços sobem, em outubro, quase o triplo do que no resto do país. Boa parte da alta é provocada por reajustes de serviços públicos, como passagens de ônibus e de metrô, além da elevação de tributos

    A inflação tem subido sem dó no Brasil inteiro. Mas, em Brasília, a população tem pagado mais do que em qualquer outro lugar pelos produtos e serviços que consome. De acordo com o o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice de Preços ao Consumidor Amplo medido entre 16 de setembro e 15 de outubro (IPCA-15) aumentou 0,66% no país. Em Brasília, foi o dobro: 1,28%. O mesmo ocorreu com o Índice de Preços ao Consumidor—Semanal (IPC-S), da Fundação Getulio Vargas. Pelo indicador, a carestia nacional registrou alta de 0,67% na terceira quadrissemana de outubro, mas na capital federal o salto foi quase três vezes maior: 1,79%.
    Pelos dados do IPC-S, o que mais tem contribuído para o aumento da carestia no Distrito Federal é o arrocho nos preços da tarifas públicas: a passagem de ônibus urbanos subiu 18,33%, e a conta de luz teve alta de 7,61%. No ano, os bilhetes de ônibus já aumentaram entre 20% e 50% dentro do pacote de reajustes promovido pelo governo local. As passagens do metrô ficaram 33% mais caras. Cigarros e bebidas subiram por causa da elevação do ICMS de 25% para 29%. E a alta nos combustíveis aplicada pela Petrobras nas refinarias foi repassada integralmente aos consumidores pelos donos dos postos de gasolina da cidade.
    Outra bomba está prometida para janeiro no quesito impostos. O governo distrital já anunciou que IPTU, IPVA e ICMS de combustíveis vão subir. Em Brasília, também se paga mais do que em qualquer outro lugar por serviços de internet e de tevê por assinatura, e um aumento de até 15% só de ICMS está previsto nos pacotes dos clientes. Só com a elevação dos impostos desses serviços, o GDF espera uma receita extra de R$ 52 milhões para cobrir rombos no orçamento. A conta dos desajustes, como sempre, é paga pelo consumidor.

    Transportes
    Para Nilton Marques, ex-coordenador do Núcleo de Análise de Preços da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), professor de economia da Universidade de Brasília (UnB), a inflação na capital subiu acima da média principalmente pela alta generalizada das tarifas. Ele explica, no entanto, que também pesa muito o fato de a capital ser um hub (entroncamento) aéreo. “Dentro do grupo transportes, os preços das passagens aéreas têm impacto enorme na economia da cidade porque a maioria dos produtos vem de outros estados, por avião ou por rodovia. Nessa conta, entra ainda a gasolina, que já acumula alta de, pelo menos, 15% este ano”, explica. “Não temos indústrias. Desde carros até alimentos, tudo vem de fora”, destacou.

    Marques ainda salientou que o aumento de preços dos serviços públicos e dos produtos em geral também chega à moradia. “Os aluguéis em Brasília estão entre os mais altos do país.” Segundo o Sindicato dos Condomínios (Sindicondomínio-DF), os boletos dos moradores tiveram elevação média de 12% em 2015. A alta foi puxada principalmente pela contas de energia elétrica e de água.

    ResponderExcluir
  13. CONTINUAÇÃO

    A fisioterapeuta Tamara Paiva, 28, está assustada com os preços praticados na cidade. Ela veio há três anos de São Gonçalo do Sapucaí, no sul de Minas, e, até hoje, não se acostumou. “Minha mãe, quando me visita, fica inconformada. Ela diz que os comerciantes daqui pensam que todo mundo é político”, contou. Tamara reclama que, neste ano, os preços dispararam. “Tudo subiu: alimentação, combustível, produtos de limpeza, luz, água, internet, telefone. Já reduzi quantidades, troquei de marca, mas está difícil diminuir os custos. Minha vida social também não existe mais. Restaurantes, só uma vez por mês”, afirmou.
    Tamara diz que veio morar em Brasília porque arrumou emprego com salário quatro vezes maior do que ganhava em São Paulo. “Na minha cidade, em Minas, no Sudeste todo, a minha profissão está saturada. Aqui é um bom campo”, constatou. A questão dos salários é destacada por Marques como um dos fatores determinantes da inflação mais alta na cidade. “As pessoas pagam. O DF tem a maior renda per capita do país. O setor público ganha muito bem e puxa o setor privado”, avaliou.

    No entanto, a vida não está fácil mesmopara quem trabalha ou é aposentado do serviço público. Paulo Furtado, 72 anos e a mulher, Antonia Furtado, disseram que já não têm ideia de quanto gastavam no mês passado. “Perdemos as contas. Sempre procuramos o mais barato. Se não fosse a aposentadoria integral, não teríamos como viver”, asseguraram, enquanto faziam compras num supermercado do Cruzeiro.
    Já o servidor Alexandre Magno avalia que a inflação vem dos desmandos políticos e da alta do dólar. “A carne subiu 100% desde o ano passado. A crise chegou para todo mundo. Os políticos tratam o dinheiro dos nossos impostos como se fosse deles. As contas públicas não são transparentes, não tem fiscalização”, indignou-se.
    fonte:http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2015/10/31/i

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 3 X 30% = 90%? É isso ou a matemática no governo petista também mudou?

      Excluir
    2. Os comunistas daqui estão competindo com os da Venezuela...

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.