Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Dilma não passará o Natal na presidência da República.


A presidente Dilma reconhece que não tem maioria no Congresso Nacional para barrar o impeachment. Com orientação do Palácio do Planalto, alguns parlamentares da base aliada, entraram com o pedido de impedimento do presidente da Câmara Eduardo Cunha, PMDB/RJ, sobre prosseguimento da questão de ordem formulada pelo deputado Mendonça Filho, DEM/PE, no STF e conseguiram liminar suspendendo o efeito. Mas, a batalha mal começou.

Por outro lado, o deputado Eduardo Cunha, não vai renunciar ao cargo de presidente da Câmara. Num acordo com os partidos da oposição, o pedido de afastamento por falta de decoro parlamentar será julgado pela Comissão de Ética. Não há outro parlamentar com liderança e força que tem chance de substituir a presidência da Câmara dos Deputados. Hoje, a sessão da Câmara dos Deputados transcorreu normalmente, com algum constrangimento no início da sessão, mas a denúncia seletiva da Procuradoria Geral da República, parece não ter surtido efeito desejado pelo Palácio do Planalto.

O próximo lance, segundo a imprensa, vai ser a apresentação do pedido de impeachment pelo PSDB, PPS, DEM e SD, alicerçado no pedido do Hélio Bicudo, ex-petista. O novo pedido deve ser complementado com fatos não previstos no pedido inicial do Hélio Bicudo. A previsão é que o pedido deve ser protocolado na próxima sexta-feira, dia 16, na secretaria da mesa da Câmara dos Deputados. Pelo visto, o pedido de impeachment do Hélio Bicudo deve vir blindado com os antídotos contra eventuais novos liminares do STF. 

Este novo pedido deve ser votado pela Câmara dos Deputados nos próximos 60 dias, salvo atropelos no meio do caminho. Na minha modesta opinião, devido a falta de apoio popular da presidente Dilma e da base parlamentar, o desfecho é impeachment está contra a presidente. Neste processo, é importante a participação das redes sociais e dos movimentos de ruas, durante a tramitação do processo, antes de seguir para a votação no plenário da Câmara dos Deputados. 

Os partidos da oposição precisarão conseguir 342 votos entre 513 deputados federais para aprovação do impeachment. A votação no Senado deverá acompanhar a votação na Câmara dos Deputados. 

O povo brasileiro deve passar dia de Natal, sem Dilma, na presidência da República. 

Ossami Sakamori













29 comentários:

  1. Se derrubarem o poste,o bode velho de 9 dedos toma seu lugar,pois já é o dono do Brasil e usa sua parceira como mero bode expiatório,para encobrir suas tramoias (todo mundo sabe e ninguém faz nada,por interesses escusos).

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente o ministro Teori Zavascki e a ministra Rosa Weber. deram parecer favorável a requerimento feito por um dep do PT em que proíbe Eduardo Cunha de dar prosseguimento a ação s impeachment da Dilma. O golpe de Estado já está em andamento. o STF não pode interferir em um processo como esse. Praticamente o PT através do STF impede o Congresso de atuar livremente. Se não houver recuo do STF o PT não sairá tão cedo do planalto e a Democracia dará lugar à ditadura petista.
    Para mudar esse quadro, só o povo largando o trabalho e parar a Nação, invadir as casas legislativas e exigir respeito dos políticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vejo,também,outra saída.

      Excluir
    2. Segundo o site do Claudio Humberto, o STF não tem esses poderes que usou. Isso cabe ou caberia apenas ao STJ.

      Excluir
  3. Suas palavras:

    O povo brasileiro deve passar dia de Natal, sem Dilma, na presidência da República.
    Nos mostra que, apesar dos problemas que causou ao país, a saída de DILMA não deixa de ser um excelente presente de Natal.

    Feliz Natal Brasileiros!

    ResponderExcluir
  4. Pois eu aposto que não, que ela não deixará tão cedo o Palácio do Planalto. Dilma é mulher de fibra, o judiciário está dominado e o Legislativo não conseguirá os 342 deputados favoráveis ao impeachment. Estou aceitando apostas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enquanto ficamos no diletantismo inerte,os vermes estão comendo nossas vidas.Fazemos chacota de nosso destino e isso é triste.

      Excluir
    2. Os corruptos entraram na marra e só sairão de lá na marra,também.O senhor aposta que não?

      Excluir
    3. Direi mais, essa filha da puta vai cumprir o mandato inteiro para passar a outro filho da puta que tem nove dedos.

      Excluir
  5. Acabei de ler no Blog do Coturno Noturno o que sempre escrevo neste Blog do Sakamori: http://coturnonoturno.blogspot.com.br/

    "quarta-feira, 14 de outubro de 2015
    PGR sob suspeita.
    A verdade é que Eduardo Cunha se aproximou do governo e vem tendo reuniões com ministros e até mesmo jogando farpas contra a Oposição, dizendo que não confia nela. Teria Eduardo Cunha feito um acordo com o o governo Dilma para cessar o encaminhamento do pedido de impeachment? Em troca, o que receberia? Um salvo-conduto contra as acusações sobre a roubalheira da qual participou, fartamente comprovada pelos documentos chegados da Suíça. Cunha pode dar um fim ao processo de impeachment em troca de proteção. No entanto, Dilma e o seu governo não podem frear o processo no Conselho de Ética e as investigações na Lava Jato. Se assim for, Rodrigo Janot, procurador geral da República está sob suspeita. Junto com ele, metade do STF, o conhecido "puxadinho do PT", composto por cinco ministros. Se Cunha mudar de lado, algo de podre, muito podre terá acontecido no Judiciário e no Executivo brasileiros. Aí sim, um golpe contra a democracia e o estado de direito estará em andamento. Os bandidos terão se blindado. E só restará o povo na rua.
    Postado por O EDITOR às 10:00:00 0 comentários "

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como a política brasileira é uma enorme colcha de retalhos é sabido que não há saída pacífica para essa patifaria institucionalizadas.

      Excluir
  6. Essa outra notícia é mais bombástica: Forças Armadas atentas
    http://coturnonoturno.blogspot.com.br/

    "quarta-feira, 14 de outubro de 2015
    Democracia ameaçada: parceria do Judiciário com Executivo contra Legislativo agita Forças Armadas.

    (Folha) O comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, disse ver risco de a atual crise virar uma "crise social" que afetaria a estabilidade do país, o que, segundo ele, diria respeito às Forças Armadas. "Estamos vivendo situação extremamente difícil, crítica, uma crise de natureza política, econômica, ética muito séria e com preocupação que, se ela prosseguir, poderá se transformar numa crise social com efeitos negativos sobre a estabilidade", afirmou. O militar prosseguiu: "E aí, nesse contexto, nós nos preocupamos porque passa a nos dizer respeito diretamente". ,,,,,,,"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com todo respeito,sr.Daniel,o comandante do Exército reza na cartilha do PT.Se não rezar,a sua comandante o subtitue.Lamentavelmente se institucionalizou a patifaria,que têm o desplante de cdhamar de democracia.É tudo teatro,para iludir o povo.Quem tem olhos vê,quem tem ouvidos ouve.

      Excluir
    2. Não podemos colocar todos no mesmo balaio. As forças Armadas farão o que o povo pedir, no entanto não haverá golpe. O que o comandante do Exército disse foi que: se houver ruptura nas instituições causando instabilidade social o Exército agirá. Ruptura já há porém, falta a instabilidade social que é o povo tomar às ruas em massa exigindo a renúncia dos corruptos e da presidente. Mas o povo é pacífico. Aceita tudo e só vive reclamando! Quantos aqui nesse blog gostaria de ver as FA atuando? Acho que dois ou três. Então, como o Exército vai agir sem apoio do povo? As pessoas confundem Golpe Militar com Intervenção Militar. Um golpe seria tomar o poder na marra e ficar governando. Intervenção seria intervir em uma situação para restabelecer a ordem e voltar para o quartel.

      Excluir
    3. Senhor Daniel Camilo

      Podemos sim colocar todos no mesmo balaio porque as FFAA são coorporatistas, além de serem bolivarinas. Eu sou a favor de Golpe de Estado Militar, aliás, de uma Democracia Militar não de uma putéfila e inócua Intervenção Militar.

      Excluir
    4. O sr está enganado. À poucas semanas um contingente de fuzileiros navais em um ônibus encontrou uma barreira do MST em uma BR e foi barrado. então os fuzileiros mandaram bala real. Foram 30 min de tiros. Resultado: Os militares intactos, uns 30 do MST feridos e os mandantes do MST detidos. A Imprensa não noticia isso. .

      Excluir
    5. Que nada, senhor Camilo. Isso é impossível.
      Agora as FFAA estão sob comando superior do Partido Comunista do Brasil, ponta de lança do Foro de São Paulo, junto com o Partido dos Trabalhadores.
      Aliás senhor Camilo, quando me refiro que as FFAA são coorporativistas, refiro-me aos altos e médios escalões. O sodado, o mexilhão, é outra coisa muito diferente desses cabras que os chefiam.

      Excluir
    6. A Folha e o Coturno/Noturno, são bons na desinformação.

      Excluir
    7. Está certo. Só que temos que ser otimista. Esse papo que está tudo dominado e que todos são bolivarianos é conversa de perdedor e só serve para o PT. Temos que reagir, incentivando nossos amigos e familiares a lerem blogs como este, do Sakamori, onde há muita informação e depois partir para as ruas do Brasil.

      Excluir
  7. O dado concreto é que vivemos os últimos anos de nossa jornada terrestre. Eu já escuto os sinais da volta do Redentor! Endireitai vossos caminhos, fazei penitência e buscai ao Senhor enquanto há tempo. Todo o resto cairá no tempo certo, inclusive o atual sistema político brasileiro. Buscai as coisas do alto! Lá o ladrão não rouba, a ferrugem não corrói...

    ResponderExcluir
  8. Eu não entendo como a matemática não funciona sempre, apesar de exata. Como pode 2 ou 3 serem maiores que 200 milhões?

    Zé Lesado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que uma quadrilha precisa de poucas pessoas para roubar muitas pessoas,que aceitam,passivamente,a situação.
      Povo manso,ladrão ousado...

      Excluir
    2. Nunca tão poucos viveram á custa de tantos.

      Excluir
  9. AINDA BEM QUE NÃO FOI UM TABLET

    Um detento do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, foi flagrado nesta terça-feira (13) com um aparelho celular e dois carregadores no reto ao retornar da saída especial para comemoração do Dia das Crianças.

    Fonte:http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2015-10-14/apos-saidao-do-dia-das-criancas-detento-e-flagrado-com-celular-no-reto.html

    ResponderExcluir
  10. Bem que esse infeliz poderia ser mais um petista FDP.

    ResponderExcluir
  11. Bem que esse infeliz poderia ser mais um petista FDP.

    ResponderExcluir
  12. Olha a cara da terrorista que comanda o Brasil.
    Comandanta das FFAA.
    PQP.
    Paisinho de merda esse nosso,não?

    ResponderExcluir
  13. Quadrilha blindada à prova de tudo.
    Compram todos que lhes fazem oposição e,se preciso,mandam matar...

    ResponderExcluir
  14. Frase dedicada a todos os derrotistas e pessimistas, coxinhas dessa página facista e aos que conheço!


    "Só existem dois dias do ano em que não podemos fazer nada. O ontem e o amanhã."

    (Mahatma Ghandi)

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.