Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Perdão, Brasil ! A culpa, também, é minha!

Por Marilsa Prescinoti










Após um ano estranho como 2014, em que fomos embalados pelos fracassos das seleção canarinha e bombeados com a grotesca e mentirosa campanha eleitoral da presidente do PT. Nasce 2015 e escancara a social-patifaria que está no poder há 13 anos. O ano em que, vem à tona, a irresponsabilidade, a incompetência, a ingerência no trato com o dinheiro público. O ano que expõe as ambições do capo, o oportunismo dos aliados, o servilismo dos idiotas.

O baixo-clero da política, da sociedade, do poder econômico e da justiça, aliaram-se através do ParTido do governo para fraudar, para facilitar e extorquir sem piedade o patrimônio da Nação. Tudo isto sob cinto da "legalidade". O lamaçal das negociatas do Congresso Nacional chegou até o pescoço. O odor deste lodo está atravessando as fronteiras. 

Vivemos em tempo que toda farra promovida com o dinheiro público, toda irresponsabilidade, servidão, corrupção, omissão e oportunismo vem cobrar o seu preço.

A pesada conta recai sobre o setor produtivo, que encolhe assustadoramente. O comércio é obrigado a fechar as portas. O ônus recai pesadamente em educação, saúde pública, segurança pública e infraestrutura, que tem seus orçamentos cortados.  A conta da farra recai ainda sobre o cidadão que perdeu o seu emprego, que teve seu salário reduzido ou está prestes a perdê-lo. O duro golpe da inflação já está fazendo vítimas, corroendo salários, sonhos e projetos.

O País está refém de um sistema ousadamente articulado, onde os integrantes dos poderes constituídos se organizam em quadrilhas, amparados em mandatos e estabilidade, com muito dinheiro para gastar e todo poder para manipulá-lo. Trava-se assim, uma guerra imoral, desigual, onde os pseudos socialistas fazem de tudo para se manterem no poder e lambuzam-se com a delícia com o capital alheio.

Os oportunistas do poder, até agora, se beneficiaram de uma sociedade desinformada, cega, desiludida, conivente e de certa forma abobada. Com muito dinheiro extorquido, foi fácil comprar apoios, disseminar ódio entre classes sociais, segregando a sociedade, aparelhando e desacreditando a as instituições democráticas, invertendo os valores morais e éticos, confundindo eleitores e fazendo de bobo o cidadão decente. 

Hoje tem uma parte da sociedade usufruindo do poder, conscientemente levando vantagens, outros inocentemente manipulados e usados. E temos nós, eu e você que sabemos disso. 

Diante do quadro, eu não fiz nada. A culpa também é minha, eu presenciei a construção deste cenário e não fiz nada. 

Perdão, Brasil, a culpa também é minha ! 

Estou vendo as instituições aparelhadas e propositadamente desmoralizadas para servir ao projeto do poder. Estou vendo a seletividade de canalhas, onde estamos sendo levado a escolher cada qual o seu canalha favorito.

Aprendi a alto custo a omissão e comodismo. Vou contribuir para recuperar o que perdemos. Vou participar ativamente na reconstrução do País. Vou apontar todos canalhas, demagogos e oportunistas que disputarão os mandatos eletivos. Vou ensinar política para meus filhos, para meus sobrinhos e amigos dos meus filhos. Vou prepará-los para combater a doutrinação ideológica nas escolas. Vou dizer a todos que a responsabilidade é nossa nas condições de eleitores e brasileiros. 

Acordei! Antes tarde do que nunca!

Marilsa Perscinoti
@MPrescinoti


2 comentários:

  1. O imbecil aqui também votou no primeiro mandato do molusco.

    E o Palmeiras ganhou pq o Fluminense foi roubado no Maracanã.

    Nem todo corintiano compartilha do roubo do nove dedos

    ResponderExcluir
  2. Tudo acima esta correto! O maior culpado somos nós POVO ao aceitar,leis idiotas,emendas absurdas, eleger gente sem escrúpulos,caráter. O povo realmente precisa aprender o q se passa na politica desse Brasil. Uma politica que vem suja desde o IMPÉRIO, CORONÉIS, A ATE OS DIAS DE HOJE.UMA POLITICA Q ROUBA O POVO, e o próprio povo aceita pagar a conta.O povo tem q aprender a dizer não,a dar um basta,saber dos seus direitos,e não se vender por bolsas da vida. O povo tem é q ver o q esta acontecendo com o Brasil, e não deixar acontecer, e dizer amem a todos os desmandos a 515 anos. O POVO TEM QUE APRENDER Q NOVELA NÃO ENSINA NADA, QUEM FALA BONITO NEM SEMPRE É O SÁBIO. Espero q os jovens comecem a dar valor a politica, é o q não esta acontecendo. Que os jovens aprendam q esse Brasil é deles e se não se tocarem tudo vai de mau a pior. Abraço espero q tenha sido de algum proveito!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.