Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 24 de outubro de 2015

O ano de 2016 será pior que o de 2015.

Crédito da imagem: vinoesapore.wordpress.com

O País não conseguiu superar as sua próprias mazelas políticas neste ano, ao contrário do que este blog previu nas matérias do primeiro semestre deste ano. O aparelhamento do Estado brasileiro pela facção criminosa denominado de PT, está retardando o desfecho que já deveria estar resolvido. Infelizmente, o País apequenou-se perante o mundo. O Brasil virou piada para os habitantes do primeiro mundo. 

Politicamente, o País virou ringue da disputa de poder entre presidente da República Dilma Rousseff e presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha. Infelizmente, somos obrigado a ler e assistir a disputa entre dois personagens, que ao meu ver, nem deveria estar ocupando cargos públicos de relevância. Estamos na mão de uma presidente da República, no mínimo, incapaz e um presidente da Câmara dos Deputados corrupto. Pior quadro politico não poderia existir.

O processo de impeachment da presidente Dilma, instrumento previsto no Artigo 15º da Constituição da República, está sendo retardado com interferência indevida do Poder Judiciário sobre o Poder Legislativo. O processo de impeachment da Dilma não anda porque há interesse particular do presidente da Câmara Eduardo Cunha de usar o impeachment como moeda de troca para evitar a cassação do seu mandato de deputado. Em caso de perda de mandato de parlamentar, o Eduardo Cunha seria julgado pelo juiz federal Sérgio Moro. Isto, Eduardo Cunha não quer! E nem tão pouco, a Dilma Rousseff.

Neste imbróglio político, a presidente Dilma, não consegue a maioria no Congresso Nacional para aprovar medidas importantes para o equilíbrio das contas fiscais. O governo já admite que o Balanço de 2015, deve fechar com "déficit primário" ao invés de pequeno "superávit primário", prometido pelo ministro da Fazenda Joaquim Levy nos périplos pelas principais praças financeiras internacionais. Isto pode custar muito caro para o País. 

O Orçamento Fiscal de 2016, que deveria ser aprovado até o final de dezembro, encontra-se no impasse, na dependência do Congresso Nacional em aprovar ou rejeitar as novas medidas, incluindo a criação da nova CPMF. Sem maioria no Congresso Nacional, dificilmente, a nova CPMF será aprovado, permanecendo assim, o "déficit primário" previsto no projeto de Orçamento Fiscal original. O "déficit primário" de 2016, somado ao "déficit primário" deste ano, o rombo para o ano que vem será muito maior do que deste ano.

Nem é preciso ser analista econômico para entender que, nos próximos meses virão rebaixamento de notas de classificação de riscos de outras agências, além da Standard Poor's. O Brasil já amarga uma nota "grau de especulação" ou "junk" (lixo) e bastaria mais uma nota para haver fuga maciça de capital estrangeiro do País.  

Nas condições expostas, só podemos avaliar que o ano de 2016 será pior do que o ano de 2015. 

Ossami Sakamori














19 comentários:

  1. Está mais do que claro que já vivemos uma republiqueta comunista,com rei barbudo,deus da banânia e dos descalabros,onde ninguém sabe,ninguém viu,ninguém faz nada,senão massacrar o povo que não reage e ficamos só de choramingar.Merecemos isso,porque não reagimos,temos sangue de barata.Vão tomar o dinheiro do povo,na marra,sequestrando tudo que estiver depositado ou transitando nos bancos.Cambada de FDP traidores da pátria.Só sairemos dessa se importarmos 10.000 homens-bomba já que nao temos FAA nem políticos patriotas.Que vergonha,ex-Brasil.

    ResponderExcluir
  2. Pior é a Instrução Normativa 1571/2015 da Receita Federal. Olhem no Google e se apavorem.
    O controle das contas correntes, cartões de crédito, etc, será feito diariamente.

    FUDEU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PQP, os caras é que têm conta em paraíso fiscal e a nós que querem controlar?

      Excluir
  3. CPMF é confisco. Todo político que for a favor de se apossar do pouco dinheiro que resta dos brasileiros pagadores de impostos entrará para minha LISTA NEGRA. E vou espalhar esta lista por muiiito tempo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No estado de Alagoas, onde o filho de renan calheiros é governador não se sabe como...., ele foi prefeito de Murici e só fez merda, enfim...., colocou o IPTU e o IPVA mais caros do Brasil e defende a CPMF.

      Excluir
    2. Esse tal de Renan é digno de forca (veja seu currículo).Cambada de FDP da república das bananas,com patifaria como lema.

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. VAMOS FAZER UM ABAIXO ASSINADO PARA QUE OS PRESOS DO PETROLÃO CUMPRAM SUAS PENAS EM PEDRINHAS NO MARANHÃO DO SARNEY

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os quadrilheiros de plantão estão blindados e f...o povo,que não reage.

      Excluir
    2. O PETROLÃO JÁ NASCEU COM VOCAÇÃO DE VIRAR PIZZA...
      ...E VIROU.O POVO É FEITO DE PALHAÇO,DE NOVO.

      Excluir
  6. Se não houver uma mudança radical na condução política desse país , a tendência de piorar será "ad aeternum !"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que,com simples palavras e alocuções verbais sem objetividade nada vai mudar.É o eterno teatrinho para nos fazer de idiotas.Só atitude firma e objetiva para derrubar esses bandidos.Cadê o exército de Caxias (virou exército de Simon Bolíval?).O Brasil já é república comunista,lamentavelmente.

      Excluir
    2. As mudanças estão sendo feitas no Foro de São Paulo,para acabar com o Brasil.

      Excluir
  7. Aqueles que se diziam representantes do povo trabalhador conseguiram em tão pouco tempo fazer este mesmo trabalhador sentir nojo e vergonha de ter votado neles.

    Inábeis no governo, corruptos contumazes, ladrões por excelência, estão tentando acabar com o resto de orgulho de ser brasileiro que ainda há nos corações dos trabalhadores.

    ResponderExcluir
  8. Só tenho receio da inflação,por que ela há-de vir.

    ResponderExcluir
  9. Será que em 2016 a divida interna ultrapassará em muito os R$ 4 trilhões ou não chega lá sequer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente irá ocorrer uma guerra civil em 2016.

      Excluir
    2. Anônimo das 09:21

      Oxalá!
      Há muito petista filha da puta por aí que está a mais.

      Excluir
    3. É só esse tipo de gentalha que a gente vê nas ruas.

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.