Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

domingo, 30 de julho de 2017

Temer virou cafetão do Planalto!


Crédito da imagem: Planalto

Michel Temer quer, a todo custo, transformar o seu problema pessoal, a denúncia formulada pela Procuradoria Geral da República ao Supremo Tribunal Federal, num processo  de "natureza política".  Temer quer que o plenário da Câmara dos Deputados impeça que o STF dê prosseguimento ao inquérito sobre corrupção passiva que recai sobre ele, pelo episódio conhecido como "grampo" do JBS.  Temer tem certeza de que cometeu o crime. 

Michel Temer tem a convicção de que o STF vai torná-lo réu no processo que corre contra ele sobre corrupção passiva. Se não houvesse nenhuma dúvida, Michel Temer não faria tanta "ginástica" para segurar o processo na Câmara dos Deputados. Michel Temer tem culpa no cartório. Michel Temer tem tanta certeza de que o processo no STF vai torná-lo "réu" e no decurso cassar o seu mandato de presidente. Por isso, Michel Temer faz de tudo para "parar" o processo na Câmara dos Deputados.

Michel Temer usa de todas artimanhas para manter-se no poder para garantir a "imunidade".  Michel Temer "compra" votos dos deputados em troca de liberação das "emendas parlamentares". Michel Temer ameaça tirar os cargos dados apadrinhados, sobretudo dos que fazem parte do "centrão". Nunca se viu tamanha ousadia de "toma lá, dá cá". E para piorar, Michel Temer pratica o "escambo" quando o País encontra-se no meio de uma "grave crise fiscal".

Michel Temer está com popularidade em baixa.  Somente 5% dos entrevistados do IBOPE consideraram o governo Temer entre "bom e ótimo". O número de aceitação do governo Temer é menor do que os 7% da Dilma na véspera do processo de impeachment.  Michel Temer sabe mais do que ninguém, para onde isto vai parar, se a Câmara dos Deputados autorizar o prosseguimento ao inquérito pelo STF. 

Assim como fez a ex-presidente Dilma à véspera do impeachment, Michel Temer faz propaganda maciça do governo pela cadeia de televisão e pelas redes sociais. Desastradamente, nos últimos dias, antes da pesquisa, Michel Temer aumentou os combustíveis. O índice de aceitação do IBOPE, antes do aumento de combustíveis já era o pior desde o governo Sarney. Mais de 70% dos pesquisados consideraram o governo Temer péssimo. Imagine o índice de popularidade depois do aumento de gasolina!

O pior de tudo é que a população tem a "percepção exata" de que o Brasil tem um presidente "corrupto". Muito pior ainda é que a população sabe de que os deputados estão invariavelmente "comprados" pelo Temer. Essa sensação de saber que o Palácio do Planalto virou um verdadeira zona de prostituição, está deixando o povo com autoestima abaixo da crítica. 

Temer virou "cafetão" do Planalto!

#CertezaVenceremos


Ossami Sakamori
@SakaSakamori

3 comentários:

  1. Considerando o Planalto uma Zona de Alto Meretrício, a afirmação é bem colocada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Once upon a time the tiefs in Brazil. Tupiniquins dormindo..!

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.