Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 27 de abril de 2017

A vitória no Senado foi a vitória das redes sociais

Senadora Ana Amélia Lemos

Surpreendentemente, o plenário do Senado Federal aprovou a lei conhecida como de abuso de autoridade, por 54 votos a favor e 19 votos contra. Do texto final foi retirado pelo relator senador Roberto Requião artigo que criminalizava os juízes, procuradores e polícias pelos prática de atos considerados como de interpretação de leis ou a "hermenêutica". 

Mais surpreendente foi a aprovação em primeiro turno do "fim do foro privilegiado" para crimes comuns, de agentes públicos dos três poderes da República, permanecendo com o foro, somente, os chefes dos três Poderes da República, quais sejam: presidente da República, presidente da Câmara, presidente do Senado e presidente do STF. A proposta foi aprovada com votos de 75 senadores e nenhum voto contra. Correu rumor de que o Senado Federal antecipou a uma possível decisão sobre o tema pelo STF. 

O resultado, no à vista do meu ponto, deveu-se à intensa movimentação da população nas redes sociais, sobretudo no Twitter e no Facebook.  Aproveito para parabenizar os meus amigos e companheiros das redes sociais das quais participo. Representando os meus amigos das redes sociais, dedico minha homenagem a uma das dedicadas ativistas das redes, a @mariamcastanha . Através dela quero parabenizar e homenagear todos e todas pessoas que contribuíram com a vitória de ontem no Senado Federal. 

Da parte dos senadores e senadoras que apoiaram a aprovação das leis que atendem os reclamos da população, a senadora gaúcha @anaamelialemos, que foi a brava guerreira que fez grande trabalho de articulação sobre seus pares no Senado Federal. Em nome dela, dedico minhas homenagens a outros senadores que se engajaram na aprovação das leis que geraram muita polêmica.

O fato é que a maioria dos senadores estavam com um olho voltado ao painel de votação e outro nas eleições do próximo ano, qual seja a renovação dos mandatos parlamentares. Como eu afirmei na rede social, muitos dos senadores, com exceções honrosas como do  senador @AlvaroDias_, agem como "camaleão", isto é, agem de acordo com o "interesse do momento". 

A importância das redes sociais, "quase desacreditadas", sob intensa "censura oculta", voltou a funcionar pleno vapor como da vez que fez-se presente no movimento do "impeachment da Dilma".  

Vitória no Senado Federal foi a vitória das redes sociais. 

Ossami Sakamori


4 comentários:

  1. Mais um lúcido comentário de @SakaSakamori3 este sobre a atuação das redes sociais.
    Com certeza ele também é um dos mais ativos e também responsável pelo que de bom acontece na politica brasileira.
    Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  2. AS REDES SÃO UM EXÉRCITO PARALELO, SÃO UM PODER DEFINITIVO NINGUÉM PODERÁ CALAR ESSA FORÇA DA NATURESA INTERNÁUTICA.

    ResponderExcluir
  3. VIVA A FORÇA DA INTERNET E SEUS OPERADORES.
    Concordo com Dulcita Brennand Tavares da Silva, quando diz "UM EXÉRCITO PARALELO".
    Vamos, meu povo, o Brasil é nosso, não dos políticos.

    ResponderExcluir
  4. Seu Saka vc e a Dona Ana Amélia vestem a camisa do mesmo time. Vcs disputam o campeonato contra o time do Molusco da Silva, Renan Cabeleira, etc

    Que o seu time seja campeão ...

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.