Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Brasil, urgente!



Desde ontem, o Brasil está na Unidade de Terapia Intensiva. Os 78 altos executivos do grupo Odebrecht assinaram "delações colaborativas", conhecido como "delações premiadas" junto ao Ministério Público Federal. Segundo a grande imprensa, são cerca de 130 políticos com mandato e outros 70 sem mandato, que constam, segundo a imprensa, da "lista" de beneficiários do "propinoduto" da maior empreiteira do País. 

A lista contém os parlamentares de "alta plumagem" e "ministros do governo Michel Temer". Já sabe que o próprio presidente Temer faz parte da lista. Até o momento, são apenas "delações premiadas" dos executivos da Odebrecht e dos próprios "donos" do grupo, o patriarca Emílio Odebrecht e do seu filho Marcelo Odebrecht.  Desde ontem, Brasília não é mais centro do poder da República Federativa do Brasil. Brasília é centro de comando da corrupção que dominou e domina o país há décadas. 

Diante de tanto barulho, de operações policiais, tal qual Lava Jato, que irão estender durante o ano de 2017, e frequentando os noticiários políticos e policiais, como daquelas dos "comandos de tráfico de drogas" das favelas do Rio de Janeiro, o País viverá clima de um verdadeiro "Afeganistão". Diante da tamanha balbúrdia, as reformas estruturantes como as da previdência social ficarão esquecida nos escaninhos do Congresso Nacional.

Esqueçam que existe 2017. O Brasil entrará na Unidade de Terapia Intensiva, para tentar-se salvar. As consequências das Operações previstas em consequência das denúncias dos Odebrecht serão imprevisíveis. Com certeza, o ano de 2017 será mais um ano do pior período de "depressão", desde 1929. 

Brasil urgente! 

Ossami Sakamori


13 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Perfeito seu comentário

    ResponderExcluir
  3. Este STF é o maior atraso para o Brasil.

    ResponderExcluir
  4. Poucos comentaristas têm a clareza e a coragem do prof. Sakamori.
    Triste realidade de um país falido e sem condição de se re-erguer.
    Não é à toa que os EUA são e serão a maior potência do planeta.
    Lá, enfrentam crises (se possível, se necessário, vão à guerra).Aqui, ficamos fazendo de conta que é normal irmos para o fundo do abismo. A Natureza deve ter se arrependido de ter feito o Brasil, terra de povo leniente e oportunista (a grande maioria, pelo que se vê no dia à dia). Enquanto ficamos nas mãos de quadrilheiros colocados nos postos-chave da administraçao, o povo americano arregaça as mangas e têm o maior orgulho de sua nação. Merecemos tudo isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é bem assim, veja o que os americanos elegeram como próximo presidente, burros existem em qualquer lugar...

      Excluir
  5. Sr Sakamori, 2017 só vai ficar ruim para povão bobo que acredita que só a Lava Jato vai limpar o Brasil. O próprio Michel Temer deve agir por baixo dos panos para dar apoio a melação da Lava Jato. Michel temer, Aécio Neves, FHC,..nenhum deles querer ver Lula preso. Por quê será? Os políticos mais safados sairão por cima em 2017 e ainda serão eleitos em 2018. Para mudar isso, só uma Intervenção Militar onde os Generais só dariam apoio aos poucos políticos honestos que ainda existem para fazer mudanças estruturais e levar o Brasil adiante. Porém, nenhum General quer pegar esse abacaxi. Em 64 as Forças Armadas impediram a esquerda comunista mas depois de 1985 os políticos, Imprensa e Igreja massacraram as forças armadas e elegeram os comunistas ao posto mais elevado da Nação agora, que se ferrem para tirar esses corruptos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em 1964 os Estados Unidos ajudaram os militares brasileiros a fazerem o que tinham que fazer. Hoje, os americanos não vão perder tempo conosco, pois sabem que já somos comunistas, travestidos de democratas. Só uma revolução sangrenta poderá mudar alguma coisa, por aqui.

      Excluir
    2. Eu não escrevi Golpe Militar. Eu me referi a um apoio dos militares aos políticos e magistrados sérios quisessem assumir o comando do Brasil. Temos muitos empresários e magistrados, como Sérgio Moro e políticos, também. Com relação à 64, os EUA ajudou porque a guerra envolvia URSS(que financiava Cuba) e queria dominar a América do Sul e EUA(que apoiou o Brasil) para livrar o próprio EUA. Agora, com Barack Obama ou Hillary Clinton seria difícil uma ajuda para o Brasil pois eles são globalistas da esquerda comunista já o Trump se não ajudar, também não atrapalhará pois esse só vê o progresso de seu País. O Brasil precisa fazer uma limpeza com os próprios meios. Não dependemos tanto de fora pois temos riquezas suficiente para ditarmos as regras. Temos comida, água potável, carne, petróleo, áreas verdes e a Amazônia. Sem falar no minério Nióbio. Somos o único País no mundo com mais de 80% desse minério em nossa terras. Se ficarmos desse jeito vamos afundar então´é melhor uma ruptura, como a Lava Jato.

      Excluir
  6. E 2018 um cometa chocará com o Planeta Terra. De agora em diante quem anunciar notícias boas estará mentindo. Estudem escatologia

    ResponderExcluir
  7. O Brasil será excluido da comunidade internacional séria.
    Continuaremos atrelados aos países dirigidos por corruptos, pois somos um dêles.

    ResponderExcluir
  8. Vivemos numa ditadura disfarçada de democracia.
    Corruptos inseridos em todos os setores manipulam o governo que apoia as entidades para atuarem contra o povo. Não temos Constituição (só temos no papel), não temos gestores sérios e o povo caminha para a miséria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com um cangaceiro oportunista no comando da UTI todos os pacientes (povo) morrerão à míngua. Gilhotina nesses lesa-pátria.

      Excluir
  9. COMO OS BAIANOS CHAMAM O BURRO? GEDEL VEM CÁ

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.