Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Padilha é o cara!


Cada dia que passa, cresce o espaço político do ministro chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, PMDB/RS. Neste início do mandato efetivo do presidente Temer, há trombadas públicas entre os membros do primeiro escalão e o ministro Eliseu Padilha tem sido o articulador para eliminar as divergências de opinião entre os ministros. Padilha se posiciona cada dia que passa como o homem forte do governo Michel Temer.

O ministro Padilha, no último dia 19, em São Paulo, substituindo o ministro de Relações Exteriores, José Serra, em viagem aos Estados Unidos, numa palestra à Associação Brasileira da Indústria de Máquinas - Abimaq, se referindo à atual situação econômica disse: "Creio na vitória final e inexorável do Brasil". Padilha sabe o que está falando. Padilha tomou lugar do Meirelles como porta-voz das notícias sobre a área econômica. 

Padilha, segundo os entendidos na política, é homem metódico que lida a política com muito trabalho e com precisão milimétrica. Segundo a grande imprensa, o Padilha errou o resultado da votação do impeachment da Dilma na Câmara dos Deputados apenas por 1 voto. O ministro chefe da Casa Civil, ainda segundo a grande imprensa, o Padilha teria acertado a votação do impeachment da Dilma no Senado Federal, "na mosca". 

Padilha foi ministro dos Transportes no governo FHC em 1999 e enfrentou um escândalo provocado pela denúncia de pagamentos irregulares de precatórios. À época, Michel Temer era presidente da Câmara dos Deputados e Geddel era líder do PMDB. Eles se expuseram em linha de defesa do Padilha. Dezessete anos depois, o PMDB assumiu o poder e os três "mosqueteiros" continuam juntos. 


Padilha, aos 70 anos, articula com desenvoltura os projetos sensíveis do governo Temer, como a PEC do teto dos gastos públicos ou LDO de 2017. Na prática, Padilha ocupa a função que seria de "primeiro ministro" se o regime do governo fosse parlamentarista. No primeiro momento, o ministro da Fazenda Henrique Meirelles parecia assumir esta função, mas cada dia que passa, Padilha, age como o capitão do time Brasil.

Padilha é advogado de formação, nascido em Canela, ex-engraxate, foi prefeito da cidade de Tramandaí, RS, de 1989 a 1992. Exerceu mandato de deputado federal pelo PMDB/RS e se aproximou politicamento do atual presidente Michel Temer, PMDB/SP, como foi dito anteriormente. 

Padilha é conciliador. É de sua autoria a frase: "Meia vitória é melhor do que uma derrota total". É também de sua autoria as frase como: "Não sei se o governo tem força para aprovar o texto como mandou" e "Nós não admitimos claraboias". O ministro Padilha é conciliador, mas tem mãos firmes, qualidade que falta ao presidente Temer. 

Padilha vai se firmando como homem forte do governo Temer. Padilha é o cara!


Ossami Sakamori



6 comentários:

  1. Tomara que não tome um banho na Lava Jato

    ResponderExcluir
  2. Na minha modesta opinião, Michel Temer deveria ter nomeado Padilha como Min da Economia e não o Henrique Meireles(garotinho do Lula). Temer pisou na bola e se não mexer no time vai levar um tombo. Meireles pode dribla-lo e fazer campanha para si mesmo visando 2018 enquanto a economia do povo afunda. Gostaria de descobrir o que passa na cabeça de Michel Temer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente tenho que me retratar. Pesquisei sobre Padilha e agora sei que ele é filiado ao PT e como Min da Saúde da Dilma foi o criador do programa da esquerda "mais médico". Padilha é filho de ex-combatente da guerrilha de esquerda. Portanto, enquanto esse pessoal de esquerda comunista, como José Serra, FHC, Padilha, Lula, Dilma, Aluisio Nunes,... estiverem atuando na Política estaremos andando para traz como caranguejo. Michel Temer é apenas cobiçador e controlador. Quem quiser saber mais do Temer é só ler nesse link: http://www.esmaelmorais.com.br/2016/04/quem-e-de-onde-veio-michel-temer/.
      Portanto, Padilha é só mais um visionário comunista.
      Vão me dizer: Não existe mais comunista no Brasil, só corrupto ladrão. Mas a ladroagem é um dos ingredientes do do DNA comunista.

      Excluir
  3. Que chá você tomou, Ossami? Esse cara é muito tranqueira, como todo o governo do PMSDB. Que Deus nos proteja dessa gente.

    ResponderExcluir
  4. O problema do Brasil (desde sempre) é ter homens sérios na política. Gente comprometida com o país e seu povo. Não é do DNA do brasileiro, que já se acostumou a viver de sonho ou de passar os outros para trás. Nunca sairemos disso.

    ResponderExcluir
  5. Blogueiro vc mostrou o seu DNA. Eliseu Quadrilha o cara, vc apelou blogueiro.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.