Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 16 de setembro de 2017

Brasil é maior que o Temer!

Crédito da imagem: Veja

Rodrigo Janot, Procurador Geral da República, encaminhou nessa semana, mais um pedido de investigação sobre o "núcleo Câmara dos Deputados" para o ministro Edson Fachin do STF. No pedido de investigação consta as pessoas próximas, de confiança, do presidente Temer. Rodrigo Janot qualifica o presidente Michel Temer como "chefe da quadrilha", que teria locupletado, no conjunto, mais de R$ 500 milhões de vantagens ilícitas. 

Nem vou perder tempo desenhando como era o "formato" da "quadrilha" que praticou ladroagem por longos anos. O núcleo do comando, segundo Procurador da República, era composto pelo próprio Michel Temer e pelo ex-deputado Eduardo Cunha. Se antes, o projeto era "tomada do poder" pelo PT do Lula e Dilma, desta feita, o projeto de poder é do próprio presidente da República Michel Temer e de sua corriola do Planalto e do Papuda.  

Tal qual presidentes precedentes Lula e Dilma, Michel Temer usa da "bravata" para acusar o atual Procurador Geral da República considerando-o como "inimigo pessoal". Nada a ver. O que há é um indício muito forte de desvio de mais de R$ 500 milhões dos cofres públicos pela quadrilha do Planalto cujo chefe é o próprio Temer, segundo PGR. 

Enquanto isto, a economia real vai retomando o crescimento, em níveis pífios, mas retomando a vocação natural do País, o de crescimento. Os primeiros dois trimestres mostraram crescimento e o primeiro mês do terceiro trimestre repete o crescimento do PIB. O ano de 2017 deve terminar com o crescimento de 0,5% a 1% do PIB, segundo Henrique Meirelles. 

O povo já desistiu da "política". O povo já não dá importância de quem esteja no comando do País. O povo acredita que, com o andamento dos processos, inibam a ladroagem de cofres públicos pela quadrilha que tomou conta do Palácio do Planalto. O governo Temer está sem força para promover qualquer mudança, seja para melhor ou para pior. O povo quer ignorar a existência do presidente Temer. Michel Temer é um "asco". 

Brasil é maior que o Temer!

Ossami Sakamori

5 comentários:

  1. Pesquisa aponta relação entre tamanho do pênis e chance de ser traído
    Fonte: Deles - iG @ http://deles.ig.com.br/sexo/2017-09-16/tamanho-do-penis-pequeno.html

    SE DEI BEM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também KKKKK Agora eu vi vantagem

      Excluir
  2. As pessoas não deveriam ignorar Michel Temer pelo simples fato dele estar influenciando negativamente em suas vidas. Tantas Pecs, reformas trabalhistas, da Educação e da Previdência são ruins para o povo mais pobre. Sem falar na Economia. A saída que Temer e Meireles tiveram para acabar com a inadimplência nos cartões de créditos só gerou mais dívidas para o povo e mais dinheiro para os bancos. Não se pode mais rolar a divida: ou paga o total ou aceita as parcelas já preestabelecidas, ou seja:um empréstimo. Engraçado que o próprio governo e as grandes empresas vivem rolando suas dívidas até serem perdoados os juros ou até a própria dívida. Michel Temer tem é que ser combatido com multidões ás ruas em protestos pacíficos. Desde antes do Impeachment da Dilma eu já dizia: Saindo Dilma e entrando Temer no governo, vamos sair da panela quente e cair na fogueira.

    ResponderExcluir
  3. O Brasil é menor que Temer!
    É apenas uma "titica de galinha" nas mãos de Temer e sua gang de saqueadores. As instituições estão falidas. O STF é um bando de endinheirados cheios de mordomias que você em outro mundo, e estão pouco se lixando para a situação do país. É uma vergonha!

    ResponderExcluir
  4. O Brasil é menor que Temer!
    É apenas uma "titica de galinha" nas mãos de Temer e sua gang de saqueadores. As instituições estão falidas. O STF é um bando de endinheirados cheios de mordomias que vive em outro mundo, e estão pouco se lixando para a situação do país. É uma vergonha!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.