Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Grace Mendonça, a provável ministra do STF


Crédito da imagem: Globo

A Advogada Geral da União Grace Maria Fernandes Mendonça, 48, nascida em Januária (MG), poderá ser indicada pelo presidente Temer a ocupar a uma vaga aberta no STF pelo falecimento do ministro do Teori Zavascki em trágico acidente em Angra dos Reis, nessa última semana.

Grace como ela é chamada, formou-se em direito pela Associação de Ensino Unificado do Distrito Federal em 1990. Foi advogada da Companhia Imobiliária de Brasília, advogada da Secretaria de Agricultura Pecuária e Abastecimento do Distrito Federal, foi assessora jurídica da Procuradoria Geral da República e professora da Universidade Católica de Brasília. É advogada da União desde 2001. 

O outro possível e menos provável indicação é o atual ministro da Justiça do governo Temer, Alexandre Moraes, também amigo pessoal do presidente Temer. Foi Secretário de Segurança do governo Geraldo Alckmin até ser convidado a ocupar o cargo de ministro de Justiça. 

A indicação da Grace Mendonça ganha força por ela ter sólida formação técnica, o que interessa ao presidente Temer com o nome envolvido no processo Lava Jato. Grace Mendonça resolveria também a reclamação da ausência de mulher nas indicações do Michel Temer. Em sendo indicada e aprovada na sabatina no Senado Federal, Grace comporia com a ministra Carmen Lúcia e Rosa Weber a "bancada feminina" na mais alta Corte do País. 

Só para lembar, a indicação de um ministro do STF é prerrogativa pessoal do presidente da República. 

Ossami Sakamori



8 comentários:

  1. Bom Dia Sakamori!!

    Por que o Presidente Temer não quer atender ao clamor do povo brasileiro
    indicando o nome de Júlio Marcelo de Oliveira do TCU?

    Foi decidir por alguém que não é cogitada, será que esta decisão tem sido em conjunto com a Min.Carmem?
    Espero que ele nesse momento, não se valha de um desejo seu e de seus pares, para indicar alguém que nada tem a acrescentar em favor do país.
    Boa Semana Saka!
    Abs

    ResponderExcluir
  2. Vão doutrinar quem for indicado, para empurrar com a barriga e fazer de conta que vão dar continuidade à Lava-Jato; vão, sim, jogá-la no ralo, como ocorre com a água suja da lavagem de carros nos lava-jatos de automóveis.

    ResponderExcluir
  3. Colega Saka, O próprio Temer também está comprometido na Lava Jato, por isso, deveria não indicar ninguém, deixar o cargo vago até que assuma um novo presidente eleito pelo povo. Ademais, essa mulher da AGU já foi substituta do José Eduardo Cardoso na AGU, não serve para a Lava Jato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na república bolivariana das bananas nada muda...

      Excluir
  4. Um Presidente da República jamais deveria indicar um membro do STF. No caso em questão em que o próprio Michel Temer "pode"(Já que o ex Min Teori morreu) ter seu nome envolvido na lava Jato, qualquer nome que ele indicar transparecerá que quer influenciar no andamento conclusão e da investigação da Lava Jato. Agora é a hora dele(Temer) pedir para que mudem a Lei para que os Min dos STF sejam os indicados, de carreira. Depois o processo seria o mesmo que é a sabatina(técnica e não ideológico) no Senado.

    ResponderExcluir
  5. Tenho vergonha e nojo desse país !!! Nada aqui é feito com seriedade e sim com "segundas intenções ". Claro que vai ser escolhido quem NÃO lutará pelo povo.............estamos lascados !!! Esse "acidente " foi providencial,isso para quem acredita em Papai Noel pq para mim foi ASSASSINATO !!!! sabe qdo vamos saber o que aconteceu ??? NUNCA !!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem não faz o jogo dos malucos, morre...

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.