Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Rombo fiscal do Temer será de R$ 1 trilhão!


Crédito da imagem: Estadão

Ontem, o governo anunciou o "rombo" ou "déficit primário" de R$ 159 bilhões referente ao Orçamento Fiscal de 2017, matéria que já foi objeto do meu comentário no Brasil liberal já!, há duas semanas.  O governo Temer anuncia, também, a revisão da LDO de 2018, ajustando "rombo" para R$ 159 bilhões ao invés de R$ 131 bilhões, há pouco mais de um mês pelo Congresso Nacional.  

Em menos de um mês, fazer o ajuste da LDO do próximo ano, recém aprovado, mostra o quanto está perdido a equipe econômica comandada pelo ministro da Fazenda Henrique Meirelles. O "rombo" é uma série que vem desde 2014, quando a presidente Dilma resolveu com as "pedaladas" para fechar o Orçamento Fiscal de 2014, torná-lo "zero". De lá para cá, o País entrou no terreno "pantanoso", de apresentar sucessivos "rombos fiscais".  Para os leitores poderem entender, os "rombo fiscal" ou "déficit primário" é o dinheiro que falta para cobrir os gastos do governo, exceptuando o pagamento de juros da dívida pública.

O governo Temer esconde, mas o verdadeiro "rombo" está no "déficit nominal", que é o "dinheiro que falta" para pagar todas contas do governo, incluindo o pagamento de juros da dívida pública. O Brasil possui dívida pública líquida algo como R$ 3,5 trilhões. Somente em "juros reais" o País dispende cerca de R$ 200 bilhões, correspondente aos juros reais praticado pelo Banco Central, numa média de 6% ao ano. Portanto, o verdadeiro "rombo fiscal" do governo federal não é o anunciado R$ 159 bilhões, mas R$ 359 bilhões, somente neste ano. 

Fazendo conta rápida, sem menor temor de ter errado, o governo Temer, nos três anos de gestão, provocará um "rombo fiscal" nominal de mais de R$ 1 trilhão.  Significa que o governo Temer aumentará a dívida pública federal em R$ 1 trilhão, apenas no período do seu governo.  A conta sempre sobra para o povo pagar!

Dá para ser feliz, assim?

Ossami Sakamori


3 comentários:

  1. Deviam entregar o Brasil para a China...

    ResponderExcluir
  2. Um cordeiro estava bebendo água em um córrego quando chegou um Leão e, depois de beber água, disse ao cordeiro: -Vou te comer porque você sujou minha água. O cordeiro respondeu: - Não é possível pois a água corre do seu lado para o meu. O leão retrucou: - Como ousa dizer que eu estou sujando sua água? E comeu o cordeiro. Pois é, o governo é o Leão e o cordeiro é o povo. O leão sempre come o cordeiro assim como o governo sempre rouba o povo.

    ResponderExcluir
  3. É isso mesmo, sr. Camilo.
    Institucionalizaram no Brasil, o Estado Cleptocrático de Direito...

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.