Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 22 de outubro de 2016

Michel Temer é um presidente fraco!


Presidente Michel Temer voltou do seu périplo pelo oriente na quinta-feira, dia 20. Ele esteve em viagem à Índia para participar da reunião de cúpula do BRICS, realizada em Goa na Índia. Temer fez visita oficial ao Japão, após cancelamento de duas viagens da Dilma àquele país. Nessa viagem internacional, Presidente Temer fez visita oficial ao primeiro ministro Shinzo Abe, após a falta protocolar de não tê-lo recebido no evento de encerramento da Olimpíada 2016. Lembrando que a falta foi grave por ser Japão o próximo país a sediar a próxima Olimpíada, a Tokio 2020. 

Presidente Michel Temer voltou da viagem importante para a economia e desenvolvimento do País, mas não deu entrevista à imprensa, como seria de praxe qualquer presidente da República, fazê-la após importante reunião como a da cúpula do BRICS e visita oficial ao país, a terceira economia do mundo. Pelo contrário, na sua volta, presidente Temer foge da imprensa como o diabo foge da cruz.

Ontem, o presidente Temer participou da tradicional cerimônia do Dia do Aviador, realizada pela Aeronáutica brasileira. Recebeu comenda, como de costume faz a Aeronáutica a um presidente da República em exercício. Presidente Temer, chegou e saiu sem atender a imprensa, como seria de praxe fazê-lo numa ocasião como esta. O presidente Temer anda "se escondendo" da imprensa, perdendo a oportunidade de "expor" a sua imagem positiva à população.

Só dois motivos estão a justificar o comportamento estranho do presidente Temer. O primeiro é evitar qualquer polêmica antes do segundo turno da PEC 241, a do teto dos gastos. O segundo motivo é o temor do Palácio do Planalto em ver nomes do primeiro escalão do governo numa eventual "delação colaborativa" do Eduardo Cunha. Vamos lembrar que a prisão do ex-deputado do PMDB, Eduardo Cunha, ocorreu durante o périplo do presidente Temer ao oriente. 

A atitude do presidente Temer em "se esconder" da imprensa no meio da turbulência política, lembra o comportamento de um caramujo, que se esconde na concha num ambiente hostil.  É nestes momentos hostis que revela o verdadeiro caráter de uma pessoa, no meu entender. Só espero que a atitude do presidente Temer em "se esconder" seja apenas meu erro de diagnóstico sobre as "estranhas coincidências". 

De qualquer forma, concluo que o Michel Temer é um presidente da República muito fraco, muito aquém da necessidade do País superar a mais grave crise dos últimos 100 anos. O País clama por um presidente da República estadista à altura de representar 204 milhões de brasileiros.

Ossami Sakamori



4 comentários:

  1. Está difícil o Brasil encontrar algum político isento e comprometido com as causas do povo. Por essa razão é que estamos onde estamos.

    ResponderExcluir
  2. Mas para aguentar a Marcela...

    ResponderExcluir
  3. O problema do Temer, Sr Sakamori, é que ele sempre foi ótimo para articular votos para votação na Câmara, ganhar cargos para seu Partido, sem se importar se isso era bom ou não para o País. E agora, ele é Presidente da república e quer ganhar todas como antigamente sem se importar com as opiniões alheias. Isso é típico de alguém educado mas arrogante. Lembram do episódio em que Faustão(da Globo) fez um comentário negativo da reforma da Educação e o Presidente Michel Temer ligou para ele? E Faustão teve que se retratar? Para mim, a ligação do Michel Temer(Presidente da República) para um apresentador de programa que o criticou soa mais para intimidação do que um direito de resposta. Michel temer ainda não deu entrevista porque ou ele já está colocando em prática o que acordou lá fora ou está aguardando um bom momento para fazer um discurso cheio de palavras bonitas que no fundo vai nos enrolar mais uma vez, como no preço da gasolina e diesel que para o consumidor baixou R$0,05.

    ResponderExcluir
  4. Trump gostaria dele.
    Pena que a Hillary vai ganhar;político negociador é como vendedor : se não souber usar o vernáculo não vende nada.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.